Sem restrições, Bonito espera receber 10 mil turistas no feriado de outubro

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Voltando a operar com 100% de sua ocupação hoteleira, mas mantendo restrições quanto ao fluxo de pessoas em alguns passeios, como o Balneário Municipal e a Gruta do Lago Azul, Bonito se prepara para receber 10 mil turistas no feriado prolongado da Criação do Estado e da Padroeira do Brasil – de 9 a 12 de outubro. As reservas estão praticamente esgotadas.

A cadeia turística local comemora a guinada do setor com o avanço da vacinação em massa contra o coronavírus e o recente decreto do prefeito Josmail Rodrigues cessando o toque de recolher e liberando a maioria das atividades econômicas, com cumprimento dos protocolos de biossegurança que garantiram a Bonito um dos destinos mais seguros durante a pandemia.

“Para este feriado praticamente já não temos vagas na cidade, nem na rede hoteleira e nem nos atrativos. O restante dos dias de setembro tem uma taxa de ocupação bem elevada e a procura está muito boa”, estima Augusto Mariano, presidente do IDB (Instituto de Desenvolvimento de Bonito). “É a volta do turismo, da normalidade, com segurança, claro.”

Muita procura

Segundo as agências de turismo, o feriadão receberá turistas de todo o Brasil, em especial do Rio de Janeiro, Goiás, Rio Grande do Sul e São Paulo, além de bolivianos e paraguaios. 

Do Estado, a maioria das reservas vêm de Campo Grande e Ponta Porã. Os atrativos operam com capacidade máxima, exceto a Gruta do Lago Azul (70%) e o Balneário Municipal (80%).

Segundo a secretária de Turismo, Indústria e Comércio de Bonito, Juliane Salvadori, a expectativa é a melhor possível com o fim das restrições de ocupação e visitas. 

“A expectativa é a de receber aproximadamente 10 mil pessoas nesse feriado de outubro, que é um recesso de vários dias. Isso por conta das reservas de atrativos e de hotéis que já temos”, contou.

Fluxo cresce

Salvadori também informou que o mês de agosto de 2021 superou o desempenho de outros anos. 

“Desde maio, a gente já está percebendo a retomada do turismo. Em julho, alcançamos 86% da demanda atingida no mesmo mês de 2019. Em agosto, o movimento foi muito superior ao do ano passado e se apresentou como o melhor mês de agosto nos últimos cinco anos”, disse.

Em agosto, a Capital do Ecoturismo recebeu 15.927 turistas, inferior apenas a julho (16.133), com um acumulado de oito meses em 101.958 pessoas. 

O cenário projeta que o destino chegará ao fim do ano com um fluxo próximo de 2016 (212 mil) e de 2019 (209 mil), apesar dos impactos da pandemia. As visitações aos atrativos em agosto (49.260) superaram o mesmo período de 2019 em 4,32%.