Pedido de vistos aumenta 48% nos quatro países beneficiados pelo e-Visa

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

 

Em janeiro deste ano foi a vez de Japão, Canadá e Estados Unidos contarem com a facilidade. (Foto: Divulgação).
Em janeiro deste ano foi a vez de Japão, Canadá e Estados Unidos contarem com a facilidade. (Foto: Divulgação).

O visto eletrônico tem se mostrado uma inciativa de sucesso para a atração de turistas estrangeiros. Em fevereiro e março, os dois primeiros meses que a medida entrou em vigor nos quatro países beneficiados – Austrália, Canadá, Estados Unidos e Japão –, a solicitação de vistos para o Brasil apresentou crescimento de 48,2% em relação ao mesmo período do ano passado. O número de autorização de entrada no país, de acordo com levantamento do Ministério das Relações Exteriores (MRE), saltou de 29.697 para 44.007.

Dos 44.007 vistos emitidos em fevereiro e março, 32.035 (72,8%) foram eletrônicos, os chamados e-Visas. Os americanos foram os que mais aproveitaram a facilidade, 23.472, seguidos dos australianos com 3.707 e-Visas. No terceiro lugar, aparecem os canadenses, com 3.161 vistos, e o Japão com 1.695.

Segundo projeção do Ministério do Turismo com base na média de gastos dos turistas desses quatro países, o crescimento identificado apenas em fevereiro e março deve injetar US$ 16,4 milhões a mais na economia brasileira na comparação com 2017. O primeiro beneficiado com a medida foi a Austrália, em novembro de 2017. Em janeiro deste ano foi a vez de Japão, Canadá e Estados Unidos contarem com a facilidade.

“Não poderíamos estar mais satisfeitos com o êxito dessa iniciativa que tem se mostrado cada vez mais acertada. Os números são muito positivos e terão um grande impacto na nossa economia. A ideia é que tenhamos um país cada vez mais aberto para o turismo internacional”, comentou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

E-VISA – A política de facilitação de vistos faz parte do Brasil + Turismo, programa criado pelo Ministério do Turismo para estimular o setor de viagens no país e que pretende chegar a 12 milhões de turistas estrangeiros em 2022. Com o visto eletrônico, o processo de solicitação e emissão da autorização para entrada no país dura, em média, 72 horas contra os 40 dias necessários anteriormente.