Após dois anos críticos com crise, Bonito bate recorde de turistas

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Bonito bateu recorde de turistas em janeiro. Foram 30.220 visitantes no primeiro mês do ano, recorde desde 2015, quando se iniciou a pesquisa do fluxo turístico local. O número de visitações também surpreendeu: 123.989.

A maioria dos turistas vem de São Paulo (41,07%), seguido por Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O desempenho dos atrativos mostra a predileção dos visitantes pelos balneários que circundam os principais rios cristalinos da região: 50.920 visitações. Em dezembro do ano passado, foram 24.691 vouchers comercializados.

A maioria dos turistas vem de São Paulo (41,07%), seguido por Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O desempenho dos atrativos mostra a predileção dos visitantes pelos balneários que circundam os principais rios cristalinos da região: 50.920 visitações. Em dezembro do ano passado, foram 24.691 vouchers comercializados.

A flutuação (20.939 passeios), as cachoeiras (17.037) e a Gruta do Lago Azul (11.720) também tiveram boa frequência. A gruta passou um ano fechada e foi reaberta em março de 2021.

Em janeiro, somente em ISS (Imposto Sobre Serviços) oriundo do turismo, a prefeitura de Bonito arrecadou R$ 1.346.082,08.

Os dados mostram recuperação do setor, impactado pela pandemia. “Com números positivos, os dados confirmam a recuperação da movimentação turística na Capital do ecoturismo, após os dois anos mais críticos da pandemia”, diz a coordenadora do OTEB (Observatório do Turismo e Eventos de Bonito), Janaina Mainchein.

Coordenado pelo Bonito Convention & Visitors Bureau, o OTEB realiza a pesquisa mensal com o apoio da Fundtur (Fundação de Turismo de MS) e prefeitura de Bonito.

Conforme o portal de notícias do governo, os números também refletem o investimento da administração estadual. Foram obras para melhorar os acessos, promoção dos atrativos da Serra da Bodoquena e captação de voos. Bonito conta com sete linhas, duas com ligação direta com Congonhas, em São Paulo.

Para a secretaria de Turismo, Indústria e Comércio de Bonito, Juliane Salvadori, os números refletem o trabalho desenvolvido pelo município, em parceria com o trade turístico, com o Conselho Municipal de Turismo e com o governo do Estado. Ela destacou os investimentos da gestão do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) na região, que somam mais de R$ 300 milhões em sete anos.