Estado criou 2.776 novos empregos em setembro

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Mato Grosso do Sul teve mais um resultado positivo na geração de empregos durante o mês de setembro, com 2.776 novas vagas criadas, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministério do Trabalho e Emprego, compilados pela Coordenadoria de Economia e Estatística da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar). Os dados constam na Carta de Conjuntura número 68 disponível AQUI.

“Os números vêm comprovando que a economia de Mato Grosso do Sul entrou num ritmo forte de crescimento. Já recuperamos todos os empregos perdidos durante a pandemia e pelo 9º mês seguido, estamos gerando empregos e levando confiança e estabilidade a milhares de famílias. Isso mostra que superamos completamente a crise e partimos para uma fase nova de crescimento com solidez”, ponderou o secretário da Semagro, Jaime Verruck.

Os setores que mais geraram novos empregos formais foram no mês de setembro foram: Serviços (1.311 a mais), Comércio (895 a mais) e Construção civil (642 a mais). No setor de Serviços, os subsetores de Alojamento (com 538 novas vagas) e Atividades Administrativas e Serviços Complementares (mais 305) e Educação (210) se destacaram. Os municípios com melhores resultados foram: Campo Grande (1.246), Dourados (449), Nova Andradina (256), Três Lagoas (194) e Sidrolândia (180). Na indústria, o subsetor que mais criou vagas em setembro foi a Construção Civil com 642 vagas.

Esse é o 9º mês consecutivo que o Estado apresenta saldo positivo na geração de empregos com carteira assinada. No acumulado dos últimos 12 meses, Mato Grosso do Sul apresentou uma criação de 44,5 mil empregos formais. Nesse ranking, o Comércio vem apresentando o melhor desempenho com 13.940 novas vagas. A indústria apresenta uma criação de 9.737 novas vagas no período, sendo que na Construção Civil o saldo acumulado é de 3.376 novas vagas.

O saldo acumulado do ano, entre janeiro e setembro de 2021, chega a 37.029 vagas, com maior intensidade para o Comércio (9.281), Indústria de Transformação (4.602) e Atividades Administrativas e Serviços Complementares (3.709 novas vagas). Com relação à distribuição geográfica dessas vagas, os dez municípios maiores geradores de postos de trabalho no ano são: Campo Grande em primeiro com 11.531 novos empregos formais, seguido de Dourados )3.999), Três Lagoas (2.296), Corumbá (1.240), Aparecida do Taboado (1.125), Ribas do Rio Pardo (1.032), Chapadão do Sul (1.026), Ponta Porã (996) e Rio Brilhante (898).