Estado arrecada R$ 458 milhões com IPVA à vista

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

O Governo de Mato Grosso do Sul arrecadou, até 31 de janeiro de 2022, R$ 458 milhões com o IPVA (Imposto sobre Propriedade Veicular). Até aquele dia, o contribuinte tinha 15% de desconto para pagamento à vista e também era o prazo final para quitar a primeira parcela.

Segundo a Sefaz (Secretaria de Fazenda de MS), o valor representa 47,84% do total anual esperado com o imposto até o fim do ano, que está avaliado em R$ 958 milhões. Ao todo, foram gerados 936.055 boletos do tributo, desses, 55.956 já fizeram o pagamento a vista ou quitaram a 1ª parcela do IPVA 2022.

Em dezembro de 2021, foram R$ 39 milhões pagos à vista e R$ 889 mil de primeira parcela, e em janeiro, o total foi de R$ 382 milhões à vista e R$ 34 milhões referentes à primeira parcela.

O imposto é a segunda fonte de arrecadação tributária do governo estadual e fica atrás apenas do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). Do valor arrecadado com o IPVA, 50% fica com o Estado e 50% vai para a cidade onde o veículo foi emplacado.

Em Mato Grosso do Sul, o maior valor lançado é de R$ 67 mil, que corresponde ao IPVA de uma Ferrari PortoFino, avaliada pela Fipe em R$ 2,3 milhões e o veículo com menor valor do tributo é uma Scooter Eletrica Kin Motors EI350 ST, no valor de R$ 21,28.

Débitos – Para quem ainda tem valores atrasados, a dívida pode ser parcelada em até 10 vezes, desde que não esteja inscrito na dívida ativa. Basta acessar o site da Sefaz ou buscar ajuda nas agências fazendárias do Estado.

Ainda conforme a Secretaria de Fazenda, os valores contabilizados referentes ao IPVA 2020 são de R$ 89.991.617,23, ou seja, percentual de inadimplência de 9,79%. Para o IPVA 2021, o valor do débito é de R$ 115.912.972,36, com percentual de inadimplência de 11,57%. E para pagamentos de IPVA até 2021, o valor do débito soma R$ 235.164.168,23, com uma média de inadimplência em torno de 4,31%.

Quem parcelou o imposto tem que ficar atendo ao vencimento das próximas parcelas, sem o desconto. A 2ª vence dia 28 de fevereiro, a terceira no dia 31 de março, a quarta em 29 de abril e a quinta pode ser paga até dia 31 de maio deste ano.