Conta de água vai ficar 3,13% mais barata no Estado

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print
Reajuste será aplicado a partir de julho nos 67 municípios atendidos pela Sanesul no Estado

O Governo do Estado anunciou nesta quarta-feira (1º), a redução de 3,13% na tarifa média de água e esgoto nas 68 cidades atendidas pela Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul). O novo valor vale a partir de 1º de janeiro.

Por outro lado, a tarifa mínima será extinta. A diminuição vem logo após estudo e audiência pública, nunca antes realizada para este fim. “Só será cobrada a taxa de ligação de R$ 13”, garantiu o governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Esse valor vale tanto para 215 mil famílias como para 40 mil pequenos comércios. A taxa de esgotamento sanitário passa a ser 50% do valor da água. “Na Capital, onde o serviço é privatizado, paga-se 70%. E no interior, vamos reduzir para 50%, diminuindo o custo”, explicou Reinaldo.

A redução será ainda maior para as 12 mil famílias de baixa renda beneficiárias da tarifa social. “Nunca na história havia sido feita revisão da tarifa com estudo técnico e audiência pública com a colaboração de pequenos usuários. Essa mexida não vai prejudicar os ganhos da nossa empresa de saneamento”, disse o diretor-presidente da Agems (Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos), Carlos Alberto de Assis.

A portaria disciplinando os novos valores será publicada ainda hoje em edição extra do Diário Oficial do Estado.