Vendas aumentaram 25% em paraíso de compras da fronteira com MS

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

A redução do dólar frente ao real nos primeiros meses de 2022 refletiu consideravelmente nas vendas em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia separada por uma rua de Ponta Porã e considerada “paraíso dos importados” para moradores de Mato Grosso do Sul e de outros estados brasileiros.

Conforme os lojistas filiados à Câmara de Indústria, Comércio, Turismo e Serviços de Pedro Juan Caballero, as vendas cresceram pelo menos 25% de janeiro a abril de 2022 em comparação ao mesmo período do ano passado.

Além do dólar mais baixo nos primeiros meses deste ano, os comerciantes afirmam que o início do ano letivo nas faculdades de Medicina de Pedro Juan Caballero ajudou a alavancar as vendas. A maioria dos acadêmicos é formada por brasileiros, que injetam dinheiro na economia pedrojuanina.

Segundo os comerciantes, o cenário foi desolador em janeiro de 2022 devido ao baixo volume de negócios, mas a situação começou a mudar em fevereiro e se manteve nos dois meses seguintes.

“A maioria do comércio sentiu esse aumento nas vendas a partir de fevereiro e isso se deve à cotação do dólar no Brasil, embora ainda muito longe do ideal”, disse ao Campo Grande News, o empresário Victor Hugo Barreto.