1ª queda do ano: vendas no comércio recuam no mês de junho no Estado

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revela que o comércio corrigido retrocedeu 4% no mês de junho em comparação a maio em Mato Grosso do Sul, na série com ajuste sazonal.

Houve um aumento de 1,9% de junho de 2021 em comparação a junho de 2020 na série sem ajuste sazonal. 

Ajuste sazonal é o termo usado para comparar um período de tempo com algum outro. O acumulado no ano ficou em 7% e o acumulado em 12 meses foi de 7,6% em junho.

Com a queda de junho, Mato Grosso do Sul caiu para o 25º lugar das 27 unidades federativas do Brasil no crescimento das vendas na passagem de maio para junho.

Ceará (2,5%), Espírito Santo (2,2%) e Pará (1,9%) são destaque na categoria de crescimento de vendas entre maio e junho.

A PMC divulgou o comportamento conjuntural do comércio comercial no Brasil. 

A pesquisa ainda apura a receita bruta de revendas nas empresas formalmente constituídas.

Com 2,4% de recuo, Mato Grosso do Sul ocupa o 22º lugar entre as 27 federações do país na categoria comércio ampliado entre maio e junho.

Piauí (3,2%) e Sergipe (2,5%) são os estados brasileiros com maior desempenho em comércio ampliado. 

Por outro lado, Amapá (-9,0%), Rio Grande do Sul (-4,8%) e Paraná (-3,3%) são os que mais regrediram nessa categoria.

A receita nominal caiu 0,7% no mês de junho em relação a maio e cresceu 19,4% em relação a junho de 2020.

O volume de vendas no varejo brasileiro caiu 1,7% em junho de 2021 em relação ao mês anterior.