Valor de produção do agro em MS pode crescer 11%

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

O VBP (Valor Bruto da Produção) da agropecuária em Mato Grosso do Sul teve uma variação positiva de 10,93% em 2021. A projeção foi elaborada pelo Departamento Técnico do Sistema Famasul, que apontou aumento de R$ 65,13 bilhões em 2020 para R$ 72,25 bilhões neste ano. Este é o assunto do #MercadoAgropecuário especial desta segunda-feira (13).

“Para esse aumento no faturamento do agro sul-mato-grossense, o desempenho da agricultura teve papel fundamental porque, se por um lado o milho sofreu perdas em razão das condições climáticas adversas, por outro a soja e cana-de-açúcar registraram ganhos no volume produzido e nos preços praticados, fazendo com que a agricultura aumentasse a receita em 16,29% de 2020 para 2021”, explica a analista técnica, Eliamar Oliveira.

Mesmo com uma redução de 8,51% no volume das exportações em relação ao ano anterior, Mato Grosso do Sul teve um acréscimo de 12,11% na receita, com valor estimado em US$ 6,2 bilhões até o final deste ano. Entre os principais setores estão a soja, com participação de 36,31%, a celulose, com 24,42%, e a carne bovina, com 14%. O total em volume corresponde a mais de 12 milhões de toneladas destinadas ao mercado externo.

Ainda segundo a analista, o aumento na receita com as exportações do agronegócio é reflexo da valorização nos preços internacionais, o que compensa a queda no volume embarcado. “A maior contribuição veio do complexo soja que, em média, registrou faturamento 39% superior ao ano de 2020 . Em seguida, a receita com exportações de carnes, que foi 21% maior entre um ano e outro”, relata.

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a China é o principal destino dos produtos do estado, responsável por praticamente metade das aquisições, com 48,54%. Seguida pelos Estados Unidos com 5,72% e os Países Baixos, responsável por 4,37% da produção exportada.

Produção de MS – A produção de soja na safra 2020/21 foi de 13,3 milhões de toneladas em Mato Grosso do Sul. Já a cana-de-açúcar colheu 48,9 milhões de toneladas no período. As proteínas somaram 1,4 milhões de toneladas em produção. Foram 742 mil toneladas de carne bovina, 210 mil em suínos e 470 mil em frangos.

“Em que pese as dificuldades climáticas enfrentadas pelas atividades agrícolas e os altos custos sofridos pela produção de proteína, a agropecuária sul-mato-grossense foi estimulada pelos bons preços e respondeu com aumento de produção como é o caso de suínos e aves que devem encerrar o ano com abates superiores a 2020”, finaliza Eliamar.

Mercado Agropecuário – O Sistema Famasul divulga todas as semanas uma matéria sobre o andamento das principais cadeias produtivas de Mato Grosso do Sul. Acompanhe! Conheça também: Educação no Campo e Transformando Vidas.