Valor Bruto da Produção Agropecuária cresce 17,85%

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

A estimativa do Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de 2022 para Mato Grosso do Sul é de R$ 79,9 bilhões, valor que manteve o posicionamento do Estado como sétimo colocado no ranking nacional, com uma taxa de crescimento de 17,85% no VBP agropecuário sul-mato-grossense no período de 2020 a 2022. As informações são do levantamento feito pelo Mapa (Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento) com base nos dados de janeiro deste ano.

De acordo com a Nota técnica sobre VBP da agropecuária de MS, elaborada pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) com base no levantamento do Mapa, as culturas de maior destaque no crescimento do VBP do Estado foram a soja (5º no ranking), o milho (4º no ranking), a cana de açúcar (4º no ranking); enquanto que na pecuária o melhor desempenho foi para: bovinos (4º no ranking), frangos (7º no ranking) e suínos (7º no ranking).

O crescimento do VBP da soja foi de 81,21% de 2018 a 2022 enquanto que no Brasil esses valores chegaram a 58,86% para o mesmo período de análise. No caso do milho, o crescimento do VBP foi de 145,54% de 2018 a 2022, enquanto que no Brasil esses valores chegaram a 108,78% para o mesmo período.

Na pecuária, o setor de bovinos teve um crescimento do VBP foi de 35,92% de 2018 a 2022, enquanto que no Brasil esses valores chegaram a 24,66%. Nas carnes de frango e de suínos, a variação do Valor Bruto de Produção no período de 2018 a 2022 foi de 5,44% e 19,18%, respectivamente.

O que é o VBP

O VBP mostra a evolução do desempenho das lavouras e da pecuária no decorrer do ano, correspondente ao faturamento dentro do estabelecimento. É calculado com base na produção agrícola e pecuária e nos preços recebidos pelos produtores nas principais praças do país dos 26 maiores produtos agropecuários nacionais.

O valor real da produção é obtido, descontada da inflação, pelo Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), da Fundação Getúlio Vargas (FGV). A periodicidade é mensal com atualização e divulgação até o dia 15 de cada mês.