Estiagem faz produtividade cair para 53,69 sacas por hectare nas lavouras

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

A estimativa que vem castigando as lavouras de todo Mato Grosso do Sul terá reflexo direto na produtividade para a safra 2021/2022. De acordo com a Associação dos Produtores de Soja e Milho de MS (Aprosoja/MS) cerca de 26% das plantações já sentiram os efeitos da falta de chuva e se encontram em estado crítico, ou que representam mais de 970 mil hectares.  

Dados da Associação ainda dão conta de que a produtividade caia e vá de 56,38 sacas por hectare para 53,69 sacas por hectare. Essa nova estimativa representa uma retração de 14,56% em relação à safra passada, quando foram colhidas 62,84 sacas por hectare. 

O presidente da Aprosoja, André Dobashi, explicou que esse problema da seca vem após uma safra complicada. 

“Viemos de uma safra de milho bastante conturbada, em que o produtor bastante no bolso e agora, infelizmente, mais uma notícia negativa. O impacto foi muito grande nas regiões sul, sul-fronteira, sudoeste e sudeste, enquanto a região norte, oeste, centro e nordeste estão em uma situação mais confortável.”

26% das lavouras 26% das lavouras, a Aproso%ja do estado de Além dos 23% estão regulares e 51% em bom estado. A estimativa também fez cair uma estimativa de produção, saindo de 12,773 milhões de toneladas para 12,164 milhões, uma redução de 8,58% em relação ao ciclo anterior, quando MS colheu 13,306 milhões de toneladas.

Ainda de acordo com Dobashi, houve pouco tempo de retorno nesta safra, devido ao volume plantado de chuvas em setembro e nos primeiros dias de outubro. 

“O produtor estava muito seguro para comercializar nessa época, já fazendo suas travas para garantir os custos de produção. Do total comercializado até o momento, cerca de 36,50%, o maior volume foi feito nesse período de plantio, quando estimávamos uma safra mais positiva”, finaliza.