China volta a importar carne bovina do Brasil e preços devem subir em MS

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

A China vai voltar a importar em grande quantidade a carne bovina do Brasil, e isso pode elevar o preço do produto em Mato Grosso do Sul. O país asiático retirou o embargo à carne brasileira que vigorava desde o dia 4 de setembro, nesta quarta-feira (15).

Conforme informado pelo Ministério da Agricultura, pasta comandada pela ministra Tereza Cristina, a “certificação e o embarque da proteína animal para a China serão normalizados e podem ser retomados”.

“O governo brasileiro recebeu com satisfação a notícia de que a Administração-Geral de Aduanas da China (GACC) finalizou a avaliação dos dois casos de Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB) atípica ocorridos no Brasil em setembro deste ano e autorizou, a partir de hoje, a retomada das exportações brasileiras de carne bovina àquele mercado”, diz a nota.

A China é o principal destino das carnes exportadas pelo Brasil. Em 2020, o Brasil exportou US$ 4,04 bilhões de carne bovina para aquele país, 48% do total de nossas vendas globais. Mesmo com a suspensão desde setembro, as exportações brasileiras de carne bovina para China já totalizaram, em 2021, US$ 3,87 bilhões, 46% das vendas globais do produto.