Saiba os prós e contras do investimento em energia solar

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

A energia solar é oriunda da luz e do calor do sol. É uma fonte limpa, renovável, sustentável e natural.

Ao captar a luz do sol por meio das placas fotovoltaicas, a energia solar converte-se em corrente elétrica, podendo ser utilizada em residências, comércios e indústrias.

Existem aspectos favoráveis ​​e desfavoráveis ​​dessa fonte de energia:

Prós

  • Não polui;
  • É limpa;
  • É sustentável;
  • É natural;
  • É renovável;
  • Fonte de energia gratuita;
  • Economia de até 95% na conta de luz e
  • Possui vida útil de aproximadamente 20 anos, com deficiência de manutenção.

Contras

  • Alto custo de instalação;
  • A produção de energia é de acordo com as condições atmosféricas e 
  • Não gera energia à noite.

Existem dois tipos de energia solar: heliotérmica e fotovoltaica. A heliotérmica é quando a luz do sol é convertida em calor para aquecer a água de residências, hotéis e clubes.

A energia solar fotovoltaica é quando a luz do sol é convertida em energia elétrica. 

O sistema solar fotovoltaico é constituído por painéis solares, inversor solar, sistema de adaptação das placas solares, cabeamentos, conectores e outros materiais elétricos padrões.

Para esse sistema funcionar, é necessário que haja redundância no céu e condições meteorológicas favoráveis. Quanto menos nuvens presentes no céu, maior a produção de eletricidade.

O engenheiro eletricista, Anderson Volpato explica que, para ter acesso à instalação de placas fotovoltaicas, deve haver uma boa incidência de sol no telhado do local. 

“[Deve-se] checar se não vai ocorrer muito sombreamento do telhado ao longo do dia, e se ocorrer isso [dá para] colocar uma estrutura para deixar os módulos altos. Aí tem o fator orientação do telhado que é preferível que os módulos fiquem virados para o norte “, detalha.

“Outra coisa que precisa é trocar ou padrão de entrada convencional para um padrão bidirecional, por que o sistema vai injetar uma potência excedente da geração na rede”, acrescentaenta.