Rota aérea de Congonhas a Bonito é a 1ª com certificação de Carbono Neutro em MS

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Na quinta-feira (2), pousou no aeroporto de Bonito o primeiro voo comercial da companhia aérea Gol vindo do aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Além da importância para o turismo em toda a região, a nova rota aérea é a primeira em Mato Grosso do Sul e a segunda no país com a certificação de neutralização de emissão de carbono.

Todos os passageiros do voo G3-1492, que partiu de Congonhas às 12h40 (horário de Brasília) e aterrissou em Bonito às 13h40 (horário de MS) receberam um certificado de compensação de carbono do voo G3-1492 impresso em papel semente.

“Mato Grosso do Sul assumiu o compromisso de se tornar um Estado que neutraliza as suas emissões de carbono até o ano de 2030. Por isso, termos agora um voo comercial 100% carbono neutro para um dos nossos principais destinos turísticos é um fator de extrema relevância, que potencializa a imagem que temos levado para o mundo, a do Mato Grosso do Sul como Estado Carbono Neutro”, comentou o secretário Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).

De acordo com a Gol, a partir de agora, todos os voos da companhia, que saírem do aeroporto de Congonhas (CGH) à Bonito (BYO) terão emissão neutra de carbono. A iniciativa sustentável da cia aérea tem a parceria da Moss, umas das maiores plataformas de créditos de carbono do mundo. A emissão de carbono desses voos será revertida em créditos e compensada com o plantio de árvores, reduzindo o impacto ambiental provocado pelo poluente. O primeiro voo comercial 100% carbono neutro do Brasil foi o trecho Recife-Fernando de Noronha-Recife, da companhia aérea.