Precisa de um fôlego para seu negócio? Confira opções de crédito para MEI em MS

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Com a crise econômica causada pela pandemia de coronavírus, não tem sido fácil ser empreendedor em Mato Grosso do Sul. Para estimular a economia, o Governo Federal tem estudado liberar empréstimos de até R$ 5 mil pelo aplicativo Caixa Tem. Além disso, bancos oferecem opções de crédito para MEIs (Microempreendedores individuais).

Para quem tem um pequeno negócio, o microcrédito é uma alternativa, com empréstimos de pequeno valor para microempreendedores formais e informais. A reportagem traz uma lista de opções de crédito em diferentes bancos, confira: 

Caixa e Sebrae

A Caixa e o SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) têm acordo para facilitar o acesso dos empreendedores a financiamento de capital de giro. O valor do empréstimo para o microempreendedor chega a R$12,5 mil, com taxa de juros de 1,59% ao mês. Há carência de até 9 meses, podendo parcelar em até 24 vezes. Confira detalhes.

Banco do Brasil

No Banco do Brasil há opções de crédito para diferentes perfis. Para os microempreendedores, há o MPO (Microcrédito Produtivo Orientado), com empréstimo para melhorar o fluxo de caixa ou para compra de equipamentos, móveis, ferramentas e demais itens necessários. Além disso, o banco oferece orientação e acompanhamento para o negócio, com alíquota zero de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). O valor do empréstimo e o prazo de pagamento são estabelecidos com base na capacidade de pagamento de cada empreendedor. O prazo de pagamento das operações varia de 5 a 18 parcelas. Para mais informações, clique aqui. 

O Banco do Brasil explica que dispõe de diversas linhas de crédito para micro e pequenos empreendedores. Confira as modalidades: 

  • Capital de Giro – linha de crédito 100% digital para suprir a necessidade de capital de giro de micro e pequenas empresas, para aquisição de estoques, pagamento de compromissos, folha de pagamento e impostos, entre outros.
  • Antecipação de recebíveis – para adiantar os valores das vendas a prazo com cartões de crédito ou boleto. A contratação dessas linhas pode ser feita pelo cliente diretamente pela internet, no BB Digital PJ, ou nas agências BB.
  • Financiamento de investimentos – para viabilizar a reforma ou ampliação de instalações, aquisições de máquinas, equipamentos, veículos, placas fotovoltaicas etc., de fabricação nacional ou nacionalizado.

Bradesco

O banco Bradesco tem a opção de MicroCrédito Produtivo Orientado para MEIs formais e informais ou microempresas com faturamento de até R$ 360 mil ao ano. A alternativa é voltada para a compra de bens e equipamentos ou fazer pequenas reformas e ampliações. O crédito também pode ser usado como capital de giro da empresa. Confira aqui. 

BNDES

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) tem o Microcrédito Empreendedor, para empreendedores de atividades produtivas de pequeno porte, ou seja, com receita bruta igual ou inferior a R$ 360 mil em cada ano-calendário. A taxa é negociada entre o agente operador e o cliente, não podendo passar de 4% ao mês. A garantia também é negociada pelo cliente diretamente com o agente operador. Não serão exigidas garantias reais, já que a maioria das transações tem como garantia o aval solidário. Confira detalhes aqui.