Receita ainda espera 128 mil declarações do IR em MS

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Com oito dias para acabar o prazo, a Receita Federal em Mato Grosso do Sul informou que são esperadas ainda 128 mil declarações do Imposto de Renda. Até esta segunda-feira (23) foram contabilizadas 350 mil contribuições. 

O tempo para declarar ao fisco se estende até a próxima terça-feira (31), quando são esperadas o total de 478 mil declarações. Ainda de acordo com a Receita, os números apresentados hoje estão dentro da expectativa para a data.  

Ainda vale ressaltar que é importante que os contribuintes não deixem para a última hora, já que podem enfrentar imprevistos como internet lenta, quedas de energia ou mesmo lentidão no sistema de recebimento da declaração. 

É preciso ficar atento para não perder o prazo. A multa para quem não segue o calendário estabelecido para envio é de 1% ao mês sobre o imposto devido, além de que o contribuinte pode sofrer algumas restrições. 

O Governo Federal informa que, o valor mínimo da multa é de R$ 165,74, podendo chegar, no máximo, a 20% do Imposto de Renda. O prazo encerra às 22h59 do dia 31 de maio.

Alerta  

Fora a questão do prazo, a Receita Federal alerta sobre a existência de e-mails falsos.  

É pedido que os contribuintes redobrem a atenção, principalmente nos últimos dias do prazo de entrega. A Receita Federal deixa claro que não envia link nem mensagem sem autorização do contribuinte.

Restituição

Será liberada, nesta terça-feira (24), a partir das 10h00, a consulta ao primeiro lote de restituição do Imposto de Renda 2022. Serão pagos R$ 6,3 bilhões para 3,4 milhões de contribuintes prioritários. 

O valor do primeiro lote chegará na conta no dia 31 de maio. O prazo inicial era 29 de abril, mas foi prorrogado pela Receita pelo terceiro ano seguido por causa da pandemia de coronavírus.

Quem tem direito ao primeiro lote?

Os contribuintes prioritários que entram no primeiro lote de restituição são: 

1 – Idosos acima de 80 anos

2 – Contribuintes entre 60 e 79 anos

3 – Contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou doença grave

4 – Profissionais cuja maior fonte de renda seja o magistério

A partir deste ano, a restituição poderá ser feita por meio do Pix para aqueles que tenham a chave com o seu número do CPF e que tenham feito essa escolha no envio da declaração. Também há opção de informar a agência e conta bancária para receber o valor. 

Calendário

  • 1º 31 de maio
  • 2º 30 de junho
  • 3º 29 de julho
  • 4º 31 de agosto
  • 5º 30 de setembro