MS mantém recuperação com 4,3 mil novos empregos gerados em maio

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Mato Grosso do Sul tem mantido uma média alta de geração de emprego. Em maio de 2021 foram criadas 4.327 novos postos formais de trabalho, seguindo a marca pelo segundo mês consecutivo. Em abril deste ano foram 4.309 empregos, em uma crescente que vem desde janeiro de 2021.

Os dados estão na Carta de Conjuntura do Mercado de Trabalho do mês de Maio, elaborada pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) com base nas informações do Caged, divulgados nesta quinta-feira (01).

Titular da Semagro, o secretário Jaime Verruck destaca que “os números comprovam que há uma retomada da economia”. Para ele, a política estadual de desenvolvimento econômico ao longo dos anos tem refletido na geração de empregos. “Estamos tendo um crescimento sustentável, principalmente na indústria e no agronegócio, onde o crescimento é constante. A Construção Civil desponta como a que tem capacidade de gerar muita vaga em curto tempo e para um público específico”, afirma.

Devido as consequências da pandemia de Covid-19, o Estado teve cinco meses consecutivos de fechamento de vagas, entre abril e agosto de 2020. Mas, em 2021 acumula 24.221 mil novos empregos entre janeiro e maio, o que demonstra recuperação econômica do Estado.

De 21 setores separados por CNAE no Caged, em 2021 apenas quatro deles ainda tem saldo de queda. O Comércio se destaca com 5.133 novas vagas, seguido da indústria de transformação com 3.298 novos empregos e atividades administrativas e serviços complementares com 2.572 novas vagas.

Campo Grande é o município com maior recuperação na geração de emprego, com saldo de 8.092 postos abertos entre janeiro e maio de 2021. Seguido por Dourados com 2.391 e Aparecida do Taboado com 1.280. Na contramão, Bataguassu é o município que mais fechou vagas em 2021, são 222 postos a menos este ano.