MS é o quinto estado que mais exporta carne bovina

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Mato Grosso do Sul é o quinto estado que mais exporta carne bovina, com 212 mil toneladas sentidas ao mercado externo em 2020. Tais exportações renderam ao Estado U $ S 783 milhões de dólares em faturamento no ano passado.

O secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro) Jaime Verruck explica que nos últimos anos o Estado diversificou a matriz econômica, saindo do binômio boi e soja e incorporando novos setores e indústrias, que contribuem para agregar valor à matéria prima local.

“Na pecuária vemos uma redução da produção, mas também identificamos um pecuarista aprimorando seu produto, mirando o mercado internacional, com mais tecnologia, mais produtividade e rentabilidade. Os setores estão se adaptando, incorporando inovações e ganhando mais espaço no mercado externo”, destacando Verruck. 

As exportações de Mato Grosso do Sul representaram 6,7% sem volume exportado brasileiro em 2015, passando para cerca de 8,16% em 2020. Os números apresentados que cada vez mais o setor externo tem ganhando participação dentro da demanda final pelos produtos de abate bovino.

Os principais destinos das exportações de Mato Grosso do Sul foram Hong Kong com 23,92%, seguido pela China, que aumentou sua participação de 3,03% em 2019 para 16,25% em 2020.

Apesar de se manter no ranking, a produção de carne bovina no Mato Grosso do Sul encolheu 12,2% entre 2015 e 2020. Redução bem expressiva em relação ao Brasil, que viu o volume da produção cair apenas 3,6% no mesmo período .

Conforme o relatório do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) aponta que, em Mato Grosso do Sul, as indústrias inscritas no Serviço de Inspeção Federal (SIF) abateram 3,1 milhões de bovinos em 2020. O total foi 12,73 % inferior ao registrado no mesmo período de 2019.