FUNDO PARA O SETOR FERROVIÁRIO

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

 

No início deste mês, o governo anunciou parceria com a iniciativa privada para construção de ferrovias consideradas estratégicas. (Foto: Divulgação).
No início deste mês, o governo anunciou parceria com a iniciativa privada para construção de ferrovias consideradas estratégicas. (Foto: Divulgação).11

Uma medida provisória publicada hoje (20) em edição extra do Diário Oficial da União criou o Fundo Nacional de Desenvolvimento Ferroviário (FNDF). O fundo será composto por dotações consignadas na lei orçamentária anual da União e seus créditos adicionais e doações, além de outros recursos que ainda não estão previstos mas que podem ser atribuídos futuramente.

De acordo com a MP, os recursos serão aplicados no subsistema ferroviário federal, com prioridade para a ligação do Complexo Portuário de Vila do Conde/Estado do Pará à EF-151, na Ferrovia Norte-Sul.

Investimento em ferrovias

No início deste mês, o governo anunciou parceria com a iniciativa privada para construção de ferrovias consideradas estratégicas. Em troca, as empresas terão outros contratos, como concessão de linhas férreas, renovados por 30 anos. O discurso de melhoria do transporte ferroviário no país ganhou força no governo após a greve dos caminhoneiros, que desabasteceu o país por 11 dias.

“Começamos a dar grandes passos em direção a estudos para organizarmos os modais no Brasil para não ficarmos nessa dependência total que temos hoje dos rodoviários”, disse o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Ronaldo Fonseca, logo após sua posse no cargo, no final de maio.

 

Da Agência Brasil