Dourados vai ganhar unidade do Hospital do Amor em janeiro

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

A unidade do Hospital do Amor, o antigo Hospital do Câncer de Barretos, deve começar a funcionar já no início de 2020 em Dourados. A previsão é de diretores da Associação de Apoiadores do Hospital do Amor de Dourados que, na manhã desta sexta-feira, foram recebidos pela prefeita Délia Razuk.

Na reunião, que contou também com a presença do médico Raphael Haikel Junior, oncologista responsável do setor de Prevenção das Unidades Móveis do Hospital do Amor, a prefeita informou sobre a cessão de um prédio público para a instalação da unidade. O prédio deverá agora passar por reformas e adequações e deverá estar pronto até dezembro, para começar a atender já no início do ano que vem.

Esta foi a segunda vez que a prefeita Délia recebe os membros da Associação de Apoiadores do Hospital do Amor para encaminhar a instalação do Centro de prevenção e Diagnóstico Precoce em Dourados. “Avançamos bastante desde a primeira reunião e agora já podemos vislumbrar nossa cidade contando, muito em breve, com a unidade do hospital do câncer para a prevenção e diagnóstico da doença”, disse a prefeita, destacando a atuação da secretária de Saúde, Berenice Machado de Souza e a ajuda técnica nos encaminhamentos.

Raphael Haikel Junior disse que a consolidação da unidade do Hospital de Amor em Dourados irá mudar a história do câncer na macrorregião, onde, “na maioria das vezes, as pessoas, principalmente mulheres, obtêm o diagnóstico tardiamente, já quase sem chance alguma para vencer a luta contra a doença”. Estamos dando o primeiro passo para mudar a história, concluiu o oncologista.

Logo depois da reunião, que ocorreu no Gabinete da Prefeita, os apoiadores foram vistoriar o prédio, em bairro popular de Dourados. Tão logo estejam concluídos os trâmites burocráticos para o termo de cessão, terão início as obras de reforma e adequações do prédio.

Participaram também da reunião, a secretária de Saúde, Berenice Machado; o procurador-geral do município Sérgio Henrique Martins de Araújo, a coordenadora do grupo de apoiadores, Cristiane Iguma, além de Odilon Azambuja, Marco Antônio Ortiz, Sidnei Pitteri Camacho, Eli Oliveira e Fernanda Fuziy, todos empresários e voluntários na Associação de Apoiadores do Hospital do Amor de Dourados.