Pedidos de seguro-desemprego têm redução de 17% em MS

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Mato Grosso do Sul registrou na primeira quinzena de outubro 3.145 solicitações de seguro-desemprego, de acordo com o Ministério do Trabalho. Em comparação com o mesmo período do décimo mês do ano passado, houve redução de 17,54%.

Somente nos primeiros 15 dias do mês anterior foram pagos mais de R$ 13 milhões para os trabalhadores. O levantamento total de outubro ainda não foi divulgado.

Dos mais de 3,1 mil pedidos feitos no mês passado, 1.059 foram feitos pela internet, representando 33,7% do total.

Nos primeiros 15 dias de outubro de 2019 foram 3.814 requerentes, sendo somente 52 (1,4%) pedidos feitos pela internet.

Na comparação da primeira quinzena de outubro de 2020 com os primeiros 15 dias do mês anterior, a redução é de 5,86%. Em setembro foram 3.341 requerentes, sendo 1.151 via web (34,5%).

O seguro-desemprego tem como finalidade prover assistência financeira temporária ao trabalhador dispensando. O benefício pode ser solicitado pela internet ou nos postos de atendimento do Ministério da Economia e do Sine (Sistema Nacional de Emprego).

Para calcular o valor das parcelas é considerada a média dos salários dos últimos três meses antes da dispensa. O trabalhador recebe entre três e cinco parcelas, de acordo com o tempo de serviço. O teto é de R$ 1,8 mil.